Siga Marcello Reis no FOICEbook

terça-feira, 15 de março de 2011

Ministro Carlos Lupi (trabalho) diz que Brasil vai ganhar com a tragédia do 日本 Japão

ルピ、ブラジル、日本の悲劇から得ることができるという


O ministro Carlos Lupi (Trabalho) disse nesta terça-feira que o Brasil poderá ganhar mais do que ter prejuízo com a tragédia que ocorreu no Japão. De acordo com Lupi, em um momento inicial poderá haver perdas de empregos em setores como minérios e siderurgia, por conta da queda na demanda por esses produtos pela indústria japonesa. Mas isso seria compensada mais tarde com o aumento da importação de outros produtos.



"O Brasil vai acabar, apesar de não desejarmos essa tragédia para ninguém, não tendo prejuízo, até ganhando com isso", afirmou.
Segundo o ministro, haverá grande demanda por produtos brasileiros durante a reconstrução de cidades japonesas, como alimentos.
"Ao mesmo tempo que vai ter o efeito [negativo] em alguns setores de minérios, vai ter um efeito de melhorar outros setores de exportação para reconstruir um novo Japão. Perde por um lado e ganha para outro, mas a média acho que será positiva", afirmou.

"我々それで勝ってお金を失っていない誰にもこの悲劇を望んでいないが、ブラジルは終了します"と彼は言った。

大臣は、食品として日本の都市再構築のブラジル製品大きな需要があると述べた

"我々効果は、鉱業のいくつかの分野[]を持っているだろうが、しかし新日本失わ一方利益再構築するため、他の輸出部門向上させる効果をもたらすの平均の推測では、プラスになる"と彼は言った。

Na minha singela opinião esse Ministro de merda fez uma declaração super, mais super infeliz.
Divulguem ao máximo, assim podemos ganhar também com a sua demissão.

Reparem que esses políticos atuais, não estão nem aí com a vida, foi assim no Rio de Janeiro na região serrana, no Japão e em qualquer lugar, o negócio desses caras são só grana, corrupção, impunidade e mais nada. 

Assinado
Marcello Reis
Fundador Revoltados ON LINE

Jovem cancela festa após 200 mil pessoas confirmarem presença no Facebook

Visite a Comunidade Revoltados ON LINE no Facebook.



Uma adolescente de Sydney, na Austrália, teve que cancelar sua "pequena festa de aniversário" depois de 200 mil pessoas que não tinham sido convidadas confirmarem presença no Facebook, informou nesta terça-feira (15) a imprensa australiana.
Jesse anunciou sua festa de 16 anos na rede social, pedindo que cada amigo comunicasse a outros conhecidos, já que não teria "tempo de convidar cada um pessoalmente". Um dia depois de postar o convite, a estudante ficou surpresa quando viu que 20 mil pessoas já tinham confirmado presença, número que se multiplicou até 200 mil nesta terça-feira (15).
Segundo a imprensa australiana, o convite foi "sequestrado" por membros do grupo denominado Anonymous, que o propagou como um vírus por todo o mundo. O site The Daily Telegraph informa que a polícia autuou um garoto de 17 anos de idade após investigações para se chegar ao responsável pelo vazamento e viralização do convite.
No fim das contas, a jovem pôde comemorar o aniversário com seus amigos em uma festa particular em casa e com agentes da polícia na porta para evitar incidentes. Um portal da internet quis lucrar com o caso e começou a vender camisetas com o nome de Jesse e a data da festa por cerca de R$ 26 (US$ 16).
FONTE: R7

Assinado.
Marcello Reis
Fundador Revoltados ON LINE

2010 o ano dos Patrocínios, mais de R$ 1,1 Bilhão. Depois dizem que compra de voto é utopia. Vai nessa !!!

Patrocínios ultrapassam R$ 1,1 bilhão em 2010; maior valor da gestão Lula
Amanda Costa
Do Contas Abertas

O governo federal investiu mais de R$ 1,1 bilhão em patrocínio no ano passado, maior valor aplicado durante a gestão do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Foi também em ano de eleições presidenciais o segundo maior valor executado na era Lula. Em 2006, quando o ex-presidente reelegeu-se, foram autorizados para patrocínios quase R$ 1,1 bilhão. Considerando os oito anos da gestão anterior, foram R$ 7,1 bilhões liberados, em valores corrigidos pelo IPCA.


O levantamento foi divulgado ontem à noite pela Secretaria de Comunicação Social da Presidência da República (Secom) e diz respeito aos patrocínios aprovados de todos os órgãos e entidades do Poder Executivo, inclusive das empresas estatais Veja a tabela



Em volume de recursos, a área de cultura foi a maior beneficiada, com R$ 430,4 milhões. A Secom atribui o destaque conferido ao setor cultural à parceria entre Banco do Nordeste (BNB) e o Banco Nacional de Desenvolvimento (BNDES), que colocaram em prática um programa conjunto de fomento à cultura na região Nordeste. Com a união, o Programa BNB de Cultura duplicou o orçamento e patrocinou 873 projetos beneficiando diretamente 437 municípios, disseminando, assim, a marca do BNDES.
Além disso, a Petrobras, empresa que mais investe em cultura segundo a Secom, manteve a estratégia “caravana”, cujo objetivo é levar às associações culturais e a potenciais proponentes informações e orientações sobre como participar de editais.
Em segundo lugar, o setor esportivo recebeu R$ 297,6 milhões em patrocínios para diversas modalidades praticadas no ar, na água e na terra, como paraquedismo, ultraleve, canoagem, iatismo, natação, surf, fórmula 1, rally, corrida, ciclismo, futebol, capoeira, rodeio, jogos indígenas, basquete, boliche, ginástica olímpica, tênis, vôlei, xadrez, entre outros. Um crescimento tímido de 5% ante a verba aplicada em 2009, quando os patrocínios aprovados chegaram a R$ 198,2 milhões.
Para a área ambiental, foram autorizados R$ 107,4 milhões em patrocínio. Eventos sociais receberam R$ 190,9 milhões. Já os demais eventos foram agraciados com R$ 130,5 milhões.
O Sudeste permaneceu no topo da lista no que diz respeito ao volume de recursos repassados à área de patrocínio. Foram 521,4 milhões dirigidos à região para ser aplicados em fóruns, seminários, congressos, feiras e exposições. Segundo a Secom, o volume maior se justifica por conta da “sua importância mercadológica” e pelo fato de ser a região a abrigar a maior parte dos eventos promocionais.

Outros projetos patrocinados pelo governo foram destinados às regiões Centro-Oeste (R$ 116,5 milhões), Nordeste (R$ 204,9 milhões), Norte (R$ 47,6 milhões) e Sul (R$ 120,9 milhões). As iniciativas que abrangeram mais de uma região, ou seja, que foram realizadas em conjunto, somaram, no ano passado, R$ 35,1 milhões. Já os projetos realizados no exterior representaram R$ 20,2 milhões.

Patrocínio
Se por um lado no intervalo de oito anos os valores destinados a patrocínio tiveram acréscimo considerável, o mesmo não ocorreu no número de projetos patrocinados. Em órbita crescente até 2007, a quantidade foi reduzida em 2.042 entre 2007 e 2008 e em menos 2.854 entre 2008 e 2009. No ano passado, foram menos 469 projetos patrocinados na comparação com o ano anterior. A Secom atribui a queda à Instrução Normativa 01, publicada em 2009, que dispensou as empresas de encaminhar à Secretaria de Comunicação planilhas de valor inferior a R$ 10 mil.

A instrução disciplina e orienta os órgãos na concessão de patrocínios. As diretrizes, segundo a Secom, pautaram-se na democratização com igualdade de oportunidade nos projetos aprovados, na regionalização, ou seja, na descentralização dos recursos, na transparência, com a adoção de critérios e mecanismos de seleção pública para escolha de projetos e, também, na troca de experiências e de melhores práticas.
A maioria das empresas estatais tem adotado processos de seleção pública para escolha dos projetos de patrocínio. Em 2003, apenas duas empresas utilizavam editais como forma de seleção. Atualmente, mais de 15 editais são publicados por ano.

Postagem.
Marcello Reis
Fundador Revoltados ON LINE




O Retrato do Brasil !!! Vídeo Censurado no Youtube


ESTE VÍDEO FOI CENSURADO NO YOUTUBE, O PORQUÊ? NINGUÉM SABE, NINGUÉM VIU! SÓ NA POCILGA DESTE BRASIL, ONDE SOMOS TOLIDOS DE EXPRESSAR DE MANEIRA INTELIGENTE, O QUE AS ENTIDADES DE COMUNICAÇÃO DO BRASIL NÃO O FAZEM.
SEUS DITADORES DE MERDA, AQUI É UM BRASILEIRO DE VERDADE, QUE TEM SANGUE QUENTE E NÃO SOU CORRUPTO COMO VCS.
O CLODOVIL MORREU, MAS DEIXOU MUITOS ENSINAMENTOS E UM DELES, FOI O DE FALAR AS VERDADES, DOA A QUEM DOER.


Assinado: Bruno Toscano