Siga Marcello Reis no FOICEbook

quinta-feira, 28 de junho de 2012

VERRiSSIMO TENTA LIVRAR A CARA DOS NAZICOMUNISTAS



Não sei porque, insisto tanto em ler este VERiSSIMO, deve ser não só o meu lado masoquista como também, o meu lado de estudioso da cabeça humana, quando ela ainda se inspira em mestres da ignorância que utilizam-se de suas técnicas, para embutir suas mensagens nas cabeças dos mais fracos


"O enigma", VERiSSIMO tenta culpar o anacronismo russo pela desgraça soviética, livrando assim a cara do comunismo/socialismo. Eis o que ele escreve:

"A própria experiência comunista só enfatizou o enigma. Grande parte da armação teórica da revolução partiu da 'intelligentsia' russa, mas não havia lugar mais improvável para uma revolução proletária do que a Rússia, com sua tradição de servos hereditários e submissos e seu feudalismo medieval. O próprio Marx levou um susto. Um dos problemas do Ocidente na sua relação com a União Soviética durante a Guerra Fria era nunca saber se estava tratando com o comunismo soviético ou com o anacronismo russo, passional e imprevisível."


Vou agora lembrá-los do que fez o GOVERNO RUSSO COM O SEU POVO QUE SE ACOVARDOU E NÃO LUTOU, E FOI DIZIMADO EM 7 MILHÕES DURANTE O ANO DE 1932 À 1933, ONDE O GOVERNO CONFISCOU OS GRÃOS E AS TERRAS, ASSASSINAVA FRIAMENTE QUEM TENTAVA PEGAR ALGUNS GRÃOS PARA COMER, OU EMPALAVAM ALGUÉM SÓ PARA SENTIREM O PRAZER DE VER UM TOCO ENTRANDO PELO RETO DE UMA PESSOA, PARA SAIR NA BOCA OU NA NUCA, SEM CONTAR COM A FOME E O FRIO PARA DIZIMÁ-LOS. Entenderam como funciona as coisas? O que apenas muda é a tática e a técnica, mas os fins sempre serão os mesmos. Basta olhar para os mortos nas filas dos hospitais, nas estradas esburacadas, nas ruas vítimas da violência urbana gerada pelo 4º Elemento e da quantidade de pais de família que se matam por dia no Brasil, mas o governo não revela os dados e números precisos para a população, porque iriam causar o despertar de uma nação para a triste realidade de nosso país.


Veja o que estes CAMARADAS foram capazes de fazer com o seu próprio povo, e estes caras estão fazendo com o povo na América Latrina, digo, "Latina" que estamos vivendo.


ACORDEM PARA A REALIDADE E PARE DE SER OMISSO, LUTE PELOS SEUS DIREITOS E VAMOS PEDIR O IMPEACHMENT DESTA QUADRILHA QUE ESTÁ NO PODER DO BRASIL, VILIPENDIANDO E ULTRAJANDO A NOSSA DIGNIDADE, ARRUINANDO ATÉ A NOSSA ESPERANÇA.


ELES ESTÃO SE MOVIMENTANDO PRA NOS ANIQUILAR E A ORDEM É MATAR HOMENS DE FARDA E A OPOSIÇÃO, QUE DEMOCRACIA É ESTÁ? QUE PAÍS É ESSE?


"Quando o comunismo caiu, a Rússia adotou o "capitalismo selvagem" sem nem um período de adaptação. Talvez seja mesmo um caso de caráter nacional." (VERiSSIMO)


Caiu o comunismo não seu abestado, o documentário abaixo vai te mostrar porque o comunismo não deu certo onde foi aplicado.


E assim eles vão empurrando na cabeça do povo, um tipo de mensagem positiva do comunismo, para facilitar a implosão do sistema capitalista, pelo NAZICOMUNISMO. Só não vê quem não quer ou finge não querer ver.





Eles também um dia sonharam que existira no mundo, um ser oriundo do submundo do crime, que os ajudaria a melhorar de vida e ajudou, pois, se aqui é o inferno, lenin e stalin foram os mensageiros do diabo para isto.


Por: Bruno Toscano

O GOLPE DA DILMA E CRISTINA NO MERCOSUL, ELAS QUEREM TRANSFORMAR O EIXO EM UMA MERDASUL EM BENEFÍCIO DA VENEZUELA

Por Tânia Monteiro e Ariel Palácios, no Estadão:
Brasil, Argentina e Uruguai articulavam ontem, no primeiro dia de reunião técnica do Mercosul em Mendoza, a punição do quarto membro-fundador do bloco do Cone Sul, o Paraguai, e uma oportuna manobra para incluir a Venezuela como sócia plena do organismo. A punição aos paraguaios - último entrave para o ingresso de Caracas no Mercosul - deriva do processo de impeachment que destituiu, na semana passada, o então presidente Fernando Lugo.
Amanhã, a presidente brasileira, Dilma Rousseff, a argentina, Cristina Kirchner, e o uruguaio, José Mujica, tendem a decidir num café da manhã no Hotel Intercontinental de Mendoza o futuro do Paraguai - que está suspenso das reuniões do bloco desde o fim de semana - no Mercosul. Na avaliação dos três países, a destituição de Lugo e a posse de seu vice, Federico Franco, não deu ao primeiro tempo suficiente para que se defendesse de várias acusações, incluindo a de “má gestão”.
Sem o obstáculo de Assunção, cujo Senado era o único que vinha obstruindo a entrada da Venezuela no Mercosul - solicitada por Hugo Chávez em 2004 -, Caracas deve ganhar sinal verde para o ingresso.
“A Venezuela poderia entrar como membro pleno. É uma possibilidade. As normas são meio ambíguas. Tudo depende da interpretação jurídica. Mas isso tudo será definido na reunião trilateral”, explicou uma fonte diplomática ao Estado. Segundo vários diplomatas, quando a suspensão do Paraguai for levantada, após a eleição prevista para abril de 2013, a entrada da Venezuela será um fato consumado.
A Argentina é o país que mais defende que o bloco tome esta atitude agora. Nas conversas preliminares, o entendimento é que este “é o momento mais apropriado” para se tomar tal decisão. A medida criaria um constrangimento político ao Paraguai, já que o Congresso paraguaio é contrário à entrada da Venezuela no bloco.
Em contrapartida, Dilma, Cristina e Mujica, indicaram ao Estado fontes dos países envolvidos, devem aplicar “punições brandas” ao Paraguai. A carta de fundação do Mercosul prevê sanções a países-membros que rompam a ordem democrática. Assunção se defende afirmando que o rito do processo de impeachment - que no caso de Lugo não passou de 30 horas - é definido, segundo a Constituição, pelo Senado.
Notaram a inversão do mapa nesta foto? A mente desta gente que mente funciona do mesmo jeito, porque são doentes e sonham o sonho socialista GENOCIDA para as Américas Latrinas, digo, Latinas.
Adendo: Como os REVOLTADOS puderam notar, os escroques comunistas da UNASUL sentiram a força do povo, e estão com medo de que o povo nos outros países do bloco, digo, eixo comunista façam o mesmo com estes protótipos de DITADORES, por isto querem acelerar a entrada da Venezuela o quanto antes neste bloco do MERCOSUL. Ontem mesmo o hugo chavez falou em um ato de sandice extrema, que quem não for Chavista não é Venezuelano em um discurso recheado com palavras de ódio ao povo dissidente deste governo ditatorial.

Elas sentiram que serão as próximas vítimas do CONTRA-GOLPE que estão querendo dar em seus países, por isso, estão tomando medidas para não serem derrubadas, mas o povo está acordando e aprendendo a compartilhar a informação, para despertar os muitos entorpecidos e amolecidos por estes escroques comunistas, que gastam fortunas bilionárias com propagandas fascistas para enganar seus povos.

Eles querem riscar do mapa mundial, o capitalismo como forma de governo e implantar o comunismo maxista lenista em todo o bloco.
POR AQUI NÃO PASSARÃO...

Por: Bruno Toscano

DESMISTIFICANDO EL MITO CHE, O PORCO ASSASSINO.

Começo este post com um vídeo onde é mostrado um ASSASSINATO feito durante a DITADURA DO REGIME CASTRISTA em Cuba, assista e tire as suas conclusões sobre este iMundo Cerdo, que até hoje, é enaltecido por uma juventude que foi manipulada e cooPTada, por professores esquerdistas que tinham a missão de embutir na cabeça  dos mais jovens, a ideia de que o socialismo é o sistema de governo mais eficaz para o mundo, assim como os "heróis" eram figuras como che, fidel, mao tse, lenin, stalin e todos os GENOCIDAS que dizimaram seus povos, no intuito de estabelecerem seus planos e regime autoritário.

Trecho do documentário "Che: The Other Side of an Icon", da série COVERING CUBA, produzido e dirigido por Agustín Blázquez.

Cornelio Rojas, ex-chefe de polícia da cidade de Santa Clara, Cuba. Assassinado por pelotão de fuzilamento, por ordens de che guevara, em 7 de janeiro de 1959.

Testemunhos de Barbara Rangel Rojas, neta de Cornelio Rojas, e de Blanca Rojas, filha de Cornelio Rojas.

Quem foi che guevara? Assassino de sangue frio. Torturador sádico. Materialista com sede de poder. Terrorista que espalhou destruição e carnificina pela América Latina, e é idolatrado por um bando de abestados até hoje, sendo visto como figura de liberdade e revolução.





"Segundo o Instituto CNT/Sensus, 86% dos estudantes declararam que Che Guevara é 

comentado nas aulas como sendo um herói; já Lênin e Chávez são citados positivamente por 

65% dos professores de ensino fundamental e médio."


Lavagem Cerebral.



Se você tem filhos na escola, pública ou particular, saiba que eles estão sendo doutrinados
através dos livros didáticos de História e Geografia, seguindo diretrizes que agradam ao 
governo. Ocorre, já há anos, um processo de assimilação de falsos conceitos e ideologias, 
como também a satanização de muitos outros, com a conivência do MEC.


O site Escola Sem Partido (que também é uma ONG, das sérias, felizmente), publicou um 
estudo sobre a lavagem cerebral que se desenvolve hoje nas escolas brasileiras com a 
intenção de perpetuar farsas e tornar verdades mentiras históricas.


Após uma análise em 130 livros didáticos de Geografia e História, feita por jornalistas, 
descobriu-se que é nítida a pauta do governo com viés ideológico esquerdista e 
revolucionário nos livros didáticos, através de ideologias e teorias afinadas com o governo 
atual. Eu, pessoalmente, já notei isso há anos e, dias atrás, escrevi um primeiro texto sobre 
esse tema, esse já é o segundo.



Os livros de História e Geografia de hoje, principalmente os recém-chegados, que começam a ser usados a partir desta semana, só como exemplos, silenciam sobre os milhões de mortos produzidos pelas revoluções socialistas, usam relativizações e mentiras para justificar as atrocidades (quando as admitem), e ainda elogiam os resultados econômicos e sociais alcançados pelos regimes socialistas, muito embora dezenas de milhões de pessoas tenham morrido sob esses regimes. Além disso, tratam os temas econômicos com forte visão esquerdista, satanizando o capitalismo (único sistema econômico que gera riqueza), a propriedade privada e a burguesia.

Segundo o Instituto CNT/Sensus, 86% dos estudantes declararam que Che Guevara é comentado nas aulas como sendo um herói; já Lênin e Chávez são citados positivamente por 65% dos professores de ensino fundamental e médio.



Os livros de Geografia, chamada de Geografia Crítica, de José W. Vesentini e Vânia Vlach, 

editora Ática. Há visões erradas e distorcidas, tais como:

-Desenvolvimento e subdesenvolvimento são consequências do comércio internacional;

-A riqueza e bem-estar social dos países desenvolvidos é resultado da exploração dos países 

subdesenvolvidos;

-As más condições de vida nos países subdesenvolvidos deve-se à ''uma minoria 

privilegiada'' que é cúmplice da dependência ao Norte Desenvolvido;

-A solução para a dívida externa é não pagá-la;

-O capitalismo é mau e deixou os pobres mais pobres e ricos mais ricos;

-A produção para exportação gera fome e miséria;

-Cuba é um exemplo de luta contra o Imperialismo;

-A culpa dos nossos problemas é dos países desenvolvidos;

-O regime militar brasileiro matou '' apenas jovens inocentes e cheios de boas intenções'';

-A esquerda é que promove justiça social e só ela; e por aí vai.

Trata-se de um paiol de bobagens, evidentemente, que parece ter sido tirado dos livros de 

Eduardo Galeano e que ainda seduz muitas pessoas que têm preguiça de visitar biblioteca ou 

tem pavor de pesquisar.


E o pior são as consequências que isso causa aos estudantes futuramente. Além de bitolá-

los, os deixam medíocres, porta-vozes de farsas e mentiras, a famosa alienação 

esquerdopata. Um horror! É a cartilha de Gramsci ao pé da letra.


"Não disparem. Sou Che. Valho mais vivo do que morto." Há quarenta anos, no dia 8 de outubro de 1967, essa frase foi gritada por um guerrilheiro maltrapilho e sujo metido em uma grota nos confins da Bolívia. Nunca mais foi lembrada. Seu esquecimento deve-se ao fato de que o pedido de misericórdia, o apelo desesperado pela própria vida e o reconhecimento sem disfarce da derrota não combinam com a aura mitológica criada em torno de tudo o que se refere à vida e à morte de Ernesto Guevara Lynch de la Serna, argentino de Rosário, o Che, que antes, para os companheiros, era apenas "el chancho", o porco, porque não gostava de banho e "tinha cheiro de rim fervido".






ÀS VÉSPERAS DO GOLPEChe em Caballete de Casas, em Cuba, em 1958: exceto na revolução cubana, sua vida foi uma seqüência de fracassos. Como guerrilheiro, foi derrotado no Congo e na Bolívia


Esta é a realidade esquecida. No mito, sempre lembrado, ecoam as palavras ditas ao tenente boliviano Mário Terán, encarregado de sua execução, e que parecia hesitar em apertar o gatilho: "Você vai matar um homem". Essas, sim, servem de corolário perfeito a um guerreiro disposto ao sacrifício em nome de ideais que valem mais que a própria vida. Ambas as frases foram relatadas por várias testemunhas e meticulosamente anotadas pelo capitão Gary Prado Salmón, do Exército boliviano, responsável pela captura de che. Provenientes das mesmas fontes, merecem, portanto, idêntica credibilidade. O esquecimento de uma frase e a perpetuação da outra resumem o sucesso da máquina de propaganda marxista na elaboração de seu maior e até então intocado mito. Che tem um apelo que beira a lenda entre os jovens dos cinco continentes. Como homem de carne e osso, com suas fraquezas, sua maníaca necessidade de matar pessoas, sua crença inabalável na violência política e a busca incessante da morte gloriosa, foi um ser desprezível. "Ele era adepto do totalitarismo até o último pêlo do corpo", escreveu sobre ele o jornalista francês Régis Debray, que por alguns meses conviveu com che na Bolívia.

Por suas convicções ideológicas, che tem seu lugar assegurado na mesma lata de lixo onde a história já arremessou há tempos outros teóricos e práticos do comunismo, como lenin, stalin, trotsky, mao e fidel castro. Entre a captura e a execução de che na Bolívia, passaram-se 24 horas. Nesse período, o governo boliviano e os americanos da CIA que ajudaram na operação decidiram entre si o destino de quervara. Execução sumária? Não para os padrões de che. Centenas de homens que ele fuzilou em Cuba tiveram sua sorte selada em ritos sumários cujas deliberações muitas vezes não passavam de dez minutos.





Três fatos ajudaram a consolidar o mito. O primeiro foi a morte prematura de che, que eternizou sua imagem jovem. Aos 39 anos, ele estava longe de ser um adolescente quando foi abatido, mas a pinta de galã lhe garantia um aspecto juvenil. O fim precoce também o salvou de ser associado à agonia do comunismo. A decadência física e política de fidel castro, desmoralizado pela responsabilidade no isolamento e no atraso econômico que afligem o povo cubano, dá uma idéia do que poderia ter acontecido com che, que era apenas dois anos mais jovem que o ditador.




O PORCO "CHE" ACABARA DE ASSASSINAR UM CUBANO QUE ERA CONTRA O REGIME TOTALITÁRIO COMUNISTA, MARXISTA LENISTA EM CUBA.

ALÉM DE SER ASSASSINO, ERA ESTUPRADOR E COMETIA OS MAIS BÁRBAROS CRIMES, AMARRAVA O PAI DE FAMÍLIA EM UMA CADEIRA E SE APROVEITAVA DA FAMÍLIA TODA NA FRENTE DO PAI, DEPOIS MATAVA OS MEMBROS DA FAMÍLIA E POR ÚLTIMO O DESGRAÇADO E TORTURADO, PAI.

É ESTA BELA BOSTA QUE VENERAM OS JOVENS DE HOJE, VESTEM CAMISAS, BIKINIS, BOTTONS, TOALHAS, BANDEIRAS DE TIMES DE FUTEBOL, COM A CARA DESTE HONORÁVEL TERRORÍSTA, IDOLATRADO PELO FASCISMO QUE É FASCINANTE E DEIXA GENTE IGNORANTE FASCINADA.



A FRASE MAIS FAMOSA ATRIBUÍDA A GUEVARA É...

"Há que endurecer-se, mas sem jamais perder a ternura."

OUTRAS MENOS CONHECIDAS REVELAM SUA REAL PERSONALIDADE:

"Estou na selva cubana, vivo e sedento de sangue."
Carta à esposa, Hilda Gadea, em janeiro de 1957 



"O ódio intransigente ao inimigo (...) converte (o combatente) em uma efetiva, seletiva e fria máquina de matar. Nossos soldados têm de ser assim." Revista cubana Tricontinental, em maio de 1967


CUBA
Apesar de tentar exportar sua revolução, a ilha tornou-se a vitrine de seu fracasso. Sem liberdade política nem econômica, o país é um museu de prédios, carros e dirigentes decrépitos, onde comida, combustíveis e energia são racionados.






O ÚLTIMO DIA DO GUERRILHEIRO
Maltrapilho e sujo, quervara posa com os soldados que o capturaram na vila de La Higuera, onde seria morto. A seu lado, assinalado, está o agente da CIA Felix Rodríguez. À direita, Felix hoje, em Miami.






No dia de sua morte, amarrado ao esqui de um helicóptero militar, che quervara foi levado do local da execução para um vilarejo chamado Vallegrande. A brasileira Helle Alves, repórter, e o fotógrafo Antonio Moura, então trabalhando para o Diário da Noite, de São Paulo, viram a chegada do corpo, que foi levado para a lavanderia do hospital local (acima). Ali, Moura foi o único jornalista a fotografar o corpo de quervara ainda sujo, vestido de trapos e calçado com o que sobrou de uma botina artesanal de couro (abaixo). Moura conseguiu fotografar o corpo antes da limpeza e da arrumação. "che usava um calço em um dos calcanhares, provavelmente para corrigir uma diferença de tamanho entre uma perna e outra", lembra Helle. Ela contou pelo menos dez marcas de tiro no corpo do argentino. "Os moradores tinham raiva dele e invadiram a lavanderia, mas, quando viram o corpo, passaram a dizer que ele parecia Jesus Cristo." Começara o mito.





Assista o documentário que desmistifica a imagem deste porco iMundo e compartilhe este artigo para os seus amigos, assim estaremos colocando uma pedra sobre o mito de um bandido frio, assassino e cruel chamado: ernesto che quervara.





"Quem desconhece a história é apenas um IGNORANTE, mas aquele que a conhece e diz que é MENTIRA, este é um CRIMINOSO" (Bertold Brecht)

Por: Bruno Toscano

O CÂNCER DOS DITADORES ESTÁ MEXENDO COM SEUS EGOS, DISCURSO DE ÓDIO DEIXA VENEZUELANOS APAVORADOS

A oposição venezuelana classificou nesta quarta-feira de incitação ao ódio e à agressão um discurso proferido por Hugo Chávez em um ato militar no domingo.  Em um de seus arroubos retóricos, o ditador afirmou a soldados no 191º aniversário de uma batalha pela independência no país:  "Quem não é chavista não é venezuelano".
A reação da aliança opositora Mesa da Unidade Democrática (MUD) disse que considera a fala "extremamente grave". "Não há desculpa que justifique a gravidade de tais palavras", acrescentou a sigla em comunicado.
O fato de Chávez se expressar dessa forma em uma parada da Força Armada Nacional Bolivariana (Fanb) agrava ainda mais o tom da frase, acrescentou a MUD. "O que ele sugere? Que a Fanb deve ignorar uma opção que não seja chavista? Agredir o povo que não se identifica com o governo?", questionou. A MUD realizou em fevereiro eleições primárias das quais Henrique Capriles saiu como o candidato único da aliança de partidos opositores para tentar impedir o ditador de ser novamente reeleito na votação presidencial de 7 de outubro.
Na terça-feira, a bancada opositora da Assembleia Nacional (Parlamento) apresentou um acordo de condenação ao pronunciamento do chefe de estado. O deputado Williams Fariñas, em nome do bloco de maioria chavista, rechaçou e acusou "a rançosa direita" de pretender "manchar" a Fanb.
A MUD, por sua vez, fez referência às eleições regionais do ano retrasado e acrescentou que a "vergonhosa expressão de Chávez ofende não só 52% do país que votou pela alternativa democrática em 26 de setembro de 2010, que é a maioria, mas todo o país". "O presidente pisa em terreno perigoso com uma expressão que já dá a volta ao mundo e o coloca no nível de um ditador, já que parece querer encerrar sua carreira política como um. Além disso, quer legitimar um 'apartheid' e que os militares sejam os fiadores de uma hegemonia excludente e discriminatória."

A MUD, conclui o comunicado, "convida o país a uma reflexão diante de tão grave manifestação e os civis e militares a mostrarem sua rejeição à declaração do presidente em 24 de junho e à chantagem de quem já tem o 'rei na barriga' e quer ocultar seu fracasso incitando o ódio e a violência". Do site da revista Veja

Parece com o Brasil, o lulla diz que quem não é PTista não é brasileiro e o duda mendonça, adotou esta prática durante a campanha do plebiscito da divisão do estado do Pará, no ano de 2011, quando ele dava um tapa na cara do povo paraense que votara contra a divisão. Assista no vídeo as mentiras que eles contavam sobre o estado do Pará, que ficou sucateado graças a PÉSSIMA GESTÃO da ex-governadora do PT ana júlia carepa, que assaltou os cofres públicos em mais de 700 MILHÕES e entregou o estado deficitário, tudo para fazer com que o plebiscito passasse e eles criassem o feudo do lulla. Mas o povo do estado do Pará não foi babaca e não entregou o estado nas mãos destes falaciosos e violentos comunistas do Brasil.



Viram como funciona as táticas da mentira pregadas por estes escroques comunistas? Não vamos permitir que eles continuem a enganar e a incitar o ódio entre os brasileiros, nós somos um povo pacífico e humanos, não precisamos de ditadores mandando-nos fazer isso e aquilo contra os nossos irmãos, temos que nos unir para acabar com esta raça iMunda que tomou conta de nosso país o quanto antes, ou estaremos fadados ao caos e a desgraça.

LOS CHUCOS DE LA REVOLUCION DA UNASUL




“A futilidade é a alma gêmea da ignorância. A arrogância é a alma gêmea da incompetência. A vaidade é a mãe delas.” (Maria Angélica Carnevali Miquelin)

Por: Bruno Toscano