Siga Marcello Reis no FOICEbook

sábado, 3 de junho de 2017

AGORA É OFICIAL: FESTA DA PRISÃO DO LULA CONFIRMADA ! #LulaNaCadeia


ASSISTA O VÍDEO E SE INSCREVA -SE NO CANAL PARA RECEBER AS NOTIFICAÇÕES ATIVE O SININHO TAMO JUNTOS 👊®




A sua colaboração será fundamental para o MANIFESTO PÚBLICO #LulaNaCadeia porque não temos conchavos com quadrilhas politicas, SOMOS DO POVO PARA O POVO... TAMO JUNTOS 👊®

BANCO SANTANDER
Agência: 0990 - C/C: 010021246
Marcello Reis
👊®JUNTOS SOMOS MAIS FORTES E COM DEUS SOMOS IMBATÍVEIS 

Assinado
Marcello Reis
Fundador Revoltados ON LINE
👉Youtube: https://www.youtube.com/revoltadosonline
👉Twitter: https://twitter.com/revoltadoonline 
👉Perfis no facebook (obs: fica mais censurado que liberado)
👉https://www.facebook.com/MarcelloReis.RevoltadosONLINE
👉https://www.facebook.com/revoltadosonline.marcelloreis/
👉GRUPO FECHADO facebook: https://www.facebook.com/groups/gruporevoltadosonline/

3 comentários:

Unknown disse...

Se o Lula fosse bandido,já estaria preso há anos!
Chega de tanto ódio.

Deoclecio Albuquerque Fortes Britto disse...

A Inconfidência Brasileira: 7 DE SETEMBRO DE 2017!!!

Atualmente existem dois “Brasis”: um Brasil de piratas socialistas que estão a assaltar as riquezas minerais e o patrimônio público nacional (transferência de ativos financeiros nacionais para países socialistas e comunas no mundo inteiro), e o BRASIL dos brasileiros que desejam libertar o país da pirataria bolivariana sob comando, comunicação e controle do Foro de São Paulo, organização criminosa vigente nos Três Podres Poderes.

O Brasil se transformou, em mãos dos piratas socialistas que infestam o Congresso e o STF, um país que esgota suas riquezas minerais e o patrimônio público, transferindo-os para as “zelite” (oligarquias milionárias) dos países socialistas e comunas. Nossas riquezas minerais, o ouro, a exemplo do Nióbio nos dias atuais, eram de propriedade da Coroa Portuguesa. Ela exigia que o Brasil colonial fizesse com o ouro de Minas o que está sendo feito atualmente com o Nióbio brasileiro: exportado para os “cumpanhêru” da Rússia, da China, a preço mínimo.

Bilhões do dinheiro dos impostos foram transferidos para as oligarquias (grupos de privilegiados barões do comunismo internacional) como se essa dinheirama toda não fizesse nenhuma diferença. O BASIL, sua educação sucateada, um sistema de saúde sucateado, os investimentos em habitação são construções populares mais parecidas com pombais muitos delas sem saneamento básico ou com saneamento básico precário.

A segurança pública é uma caca: sessenta mil homicídios por ano. O entretenimento TVvisivo é de baixa qualidade. As estradas brasileiras têm trechos enormes intransitáveis e o desgoverno da “Diva Troglodilma de Lullalau” transferiu quantias milionárias para as ditaduras socialistas e comunas em todos os continentes onde governos títeres da internacional comunista têm suas ditaduras e tiranias ideológicas vigendo.

A arbitrariedade e a violência repressiva do representante da Coroa em Minas Gerais, D. Luís da Cunha Meneses (1783) garantia a remessa do ouro brasileiro para a família real portuguesa. Enquanto os inconfidentes das Minas Gerais lutavam por um governo republicano brasileiro. Em outubro de 1786 José Joaquim Barbalho aluno da Universidade de Coimbra solicitava a Thomas Jefferson, embaixador dos EUA na França, apoio para o movimento de libertação nacional da Coroa de Portugal.

Hoje, os Inconfidentes da República Federativa do Brasil solicitam ao governo Trump apoio necessário para que o BRASIL se liberte da “Coroa de Lullalau” e de sua quadrilha de assaltantes afiliados ao comunismo internacional.

Hoje, a Inconfidência Brasileira de 2017 imita a Inconfidência Mineira do século XVIII quando lutava por libertar-se da dominação portuguesa e da remessa criminosa de suas riquezas para os confins políticos e econômicos de Portugal. Hoje, o BRASIL de bandeira verde, azul e amarela luta para que suas riquezas sejam aplicadas nos serviços básicos sucateados e não enviadas aos países comunas e a suas oligarquias (“Nomenklaturas”) associadas aos barões da Nova Ordem Mundial.

Hoje, cada Inconfidente da República Brasileira em 2017 luta para não ser mais um membro desnaturado de coração e mente mergulhados no caos dos interesses bolivarianos e se libertar das influências mesquinhas dos “cumpanhêru” e gangsteres associados à ideologia mais genocida da História Universal: o comunismo internacional. DIA 7 DE SETEMBRO a Inconfidência Brasileira estará nas ruas em prol da INTERVENÇÃO CONSTITUCIONAL!!!

Deoclecio Albuquerque Fortes Britto disse...

O SENHOR DAS MOSCAS E A FESTA BOLIVARIANA. BRASIL É LIXEIRA???

O socialismo está historicamente comprovado enquanto sendo uma violência contra as liberdades individuais e constitucionais. O socialismo cria nos territórios onde se instala a geopolítica da invasão arbitrária do espaço social, físico, mental, emocional conquistado às duras penas pelos pioneiros da construção da civilização ocidental.

A civilização greco-romana e judaico-cristã é responsável por todas as conquistas culturais, sócio-político-econômicas, todas as conquistas científicas e tecnológicas que o socialismo gramscista deseja deturpar, desdenhar e envilecer com inaudita selvageria. Como se a democracia republicana, o direito romano, os valores e princípios constitucionais que levaram milênios para ser afirmados, não valessem nadica de nada.

O vigarista e trapaceiro socialista também conhecido por “Analfabeto Triplex do Frei Beto”, simplesmente deseja fazer valer a teoria marxista com seu palavreado ideológico malfadado (luta de classes, materialismo científico, revolução proletária, materialismo histórico, socialismo científico, materialismo dialético, teoria da mais-valia, teoria da evolução socialista). Essa “Caixa de Pandora” de palavreado que deseja varrer do planeta a cultura e a civilização e instalar em seu lugar o caos político, econômico e social.

O Analfabeto deseja espalhar a pestilência gramscista, como se essa epidemia fosse uma grande bem-aventurança social. O gramscismo é uma bem-aventurança às avessas. A beatitude social e o paraíso comunal sempre prometidos para um futuro que jamais, nunca chegará. Por quê??? Porque é apenas ideologia política de grupos que desejam roubar da cultura e da civilização as conquistas, o conhecimento, os hábitos e costumes que demoraram milênios para se firmar no cotidiano das pessoas do mundo inteiro.

A ocupação do território geopolítico de um país pela arbitrariedade de piratas ideológicos cuja real ideologia está na invasão selvagem e genocida das sociedades às quais conseguiram enganar, ludibriar e iludir com promessas paradisíacas que, na realidade, lhes trazem guerra, bolsa-família, educação de baixa qualidade, insegurança, saúde precária e serviços públicos todos (TODOS) sucateados.

Enquanto o Brasil precisava intensamente de reforma política e outras, que fazia o “Analfabeto Triplex do Frei Beto”??? Elle unia todos os segmentos políticos do país em torno do plano nacional por corrupção institucional perene, vitalícia. Elle viajava fazendo turismo político-ideológico em nome da corrupção institucionalizada. Confortavelmente instalado nos aviões da Odebrecht, ele e o seu amigo do peito, Marcelo Odebrecht, faziam investimentos em países de tendência socialista ou comuna, visando reforçar o poder de dominação territorial geopolítica dos barões da Nova Ordem Mundial.

O “Analfabeto Triplex do Frei Beto” continua a fazer turismo, dessa vez no interior nordestino mais carente, onde ainda encontra uma meia-dúzia de miseráveis em busca de um sanduíche de mortadela e de um copo de Q-Suco para, em troca, se amontoarem em torno de um palanque onde ouvem o zumbido ziguezagueante da mosca ideológica a serviço do grupo russo e chinês dos interesses dos barões da NWO.

A ignorância e a vulgaridade de Lullalau são imbatíveis. Seu zum-zum-zum estridente funciona igual vômito de um personagem nacional folclórico e enlouquecido, como se o país fosse um sanatório de bestas que ainda, depois de tudo, desejassem ouvir sua apoplexia discursiva do marxismo cultural mais reles de que se tem notícia. Como nunca se viu ou se verá outra vez neste ou em outro qualquer país.